Confira o posicionamento APAS sobre o parcelamento com juros no cartão de crédito iniciado pelos bancos


Os bancos iniciaram a oferta de uma modalidade de pagamento de compras ao consumidor chamada “parcelado com juros”.

Nessa modalidade, muito assemelhada a um crediário, o consumidor poderá parcelar suas compra nos estabelecimentos comerciais por meio da opção que será apresentada nas maquininhas quando do uso do cartão de crédito, mas diferente do que ocorre hoje, esse parcelamento será feito pelo banco e não pela loja.

Isso significa que o consumidor ao optar pelo “parcelamento com juros” pagará uma taxa de juros pela operação de crédito (parcelamento) contratada.

Atualmente os parcelamentos das compras em cartões de crédito nos estabelecimentos comerciais ocorrem por meio do lojista, que aceita receber o valor da venda de forma fracionada e com prazos futuros. Como o consumidor não vê os juros que decorrem dessa operação (os juros existem e estão embutidos no preço cobrado) ela é conhecida popularmente como “parcelado sem juros”

Em razão do hábito criado ao consumidor, essa modalidade ainda vai demorar um pouco para ser largamente utilizada, até porque, por hora, nem todas as credenciadoras estão oferecendo essa possibilidade.

Entendemos que essa modalidade de parcelamento poderá ter efeitos no mercado e poderá prejudicar as vendas em um primeiro momento, principalmente quando falamos em venda de bens de preço mais elevado, pois haverá dificuldade de entendimento por parte do consumidor, ainda habituado ao “parcelamento sem juros”, modalidade na qual a sensação do valor pago no parcelado ser igual ao valor pago à vista.

Essa modalidade poderá ainda conflitar com modalidades de parcelamentos hoje oferecidos pelos estabelecimentos, como cartões próprios ou crediários, pois levaria do supermercado para o banco o ganho com juro dos parcelamentos.

De outro lado, a modalidade poderá trazer benefício ao varejo na medida em que a empresa não precisará esperar as parcelas vencerem para receber o valor da venda, melhorando fluxo de caixa.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu