Saiu na SuperVarejo: Tecnologia no varejo: preço baixo nem sempre é a melhor estratégia de venda


A expectativa é de que 2019 seja um período de retomada no setor de varejo, com crescimento de 5,2%(*). O ano tende a ser mais positivo aos líderes que, com base em soluções de Big Data, análise de dados e Inteligência Artificial, saibam o que vender, para quem e como. A necessidade dessa estratégia se confirma pelo novo perfil do consumidor: pessoas que buscam preços atrativos, querem se sentir únicas e valorizam a experiência no contato com a marca e o atendimento de seus interesses, seja no ambiente físico ou virtual.

Uma das características do setor de varejo é o dinamismo e a competitividade. Com soluções de Dados e Inteligência Artificial, há a oportunidade de cruzar informações para simular o comportamento humano e identificar, por exemplo, se o consumidor está propenso a comprar algum produto e quais facilidades de pagamento valoriza. Assim, define-se estratégias mais assertivas e aumenta-se as vendas sem necessariamente reduzir os preços.

As soluções de Data & Analytics e Inteligência Artificial permitem ainda prever riscos de inadimplência, garantir o estoque, acompanhar o ciclo de vida do relacionamento com o cliente e entender os motivos da queda de vendas e as oportunidades de negócios. Há marcas reinventando o PDV por meio de serviços cognitivos, utilizando Mapa de Calor, que faz o rastreamento da jornada do cliente dentro da loja por meio de câmeras e sensores, da entrada à saída. Os dados coletados geram insights que levam a entender os horários de maior fluxo na loja, a frequência dos visitantes, quais são as áreas mais visitadas e se os produtos estão dispostos em locais estratégicos ou precisam ser movimentados para outro lugar. Este é apenas um exemplo das várias possibilidades que se tem com soluções tecnológicas aplicadas na transformação do negócio.

Aos varejistas indecisos quanto a ingressar nessa nova Era, o primeiro passo é entender que a tecnologia é solução e não gasto. Depois, é fundamental saber que Cloud Computing é o grande viabilizador deste processo de transformação para trazer ganhos reais ao negócio. Por último, é imprescindível a escolha de uma empresa especializada no planejamento e execução de projetos avançados em nuvem. Isso garante a aceleração do processo de mudança e redução de gastos e riscos com uma jornada bem planejada, implementada e gerida.

“A recomendação é buscar por uma empresa experiente em tecnologias e serviços de Cloud Computing que cubram todas as necessidades de planejamento, configuração e sustentação de complexos ambientes de Big Data & Analytics e Inteligência Artificial, com o objetivo de atender a fortes demandas de operação, mudança e evolução permanente que esses ambientes tenham para atender ao negócio de cada empresa” ressalta Maurício Fernandes, presidente da Dedalus, empresa especializada em serviços de Cloud Computing e parceiro Microsoft, especializado em tecnologias em nuvem.

 *Dado da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu