Tecnologia como solucionadora de problemas para o supermercado


Cada vez mais empresas compreendem a importância de aplicar tecnologia para melhorar a experiência de compra. No Brasil, muitas redes já oferecem serviços mais ágeis nas lojas e isso tem feito a diferença na vida de muitos consumidores. Uma delas é o Grupo Super Nosso, que utiliza ferramentas como etiquetas eletrônicas, carrinhos de compras com tablets, clube de compras e e-commerce ágil no estado de Minas Gerais.

A rede, que também atua na Bahia, obteve resultados importantes após adotar uma ferramenta da SonicWall para ter inteligência de dados e integração com CRM. A empresa consegue identificar 82% dos usuários para direcionar ofertas personalizadas para cada pessoa.

Dados seguros

Com promoções voltadas para os usuários do aplicativo da rede, o Grupo Super Nosso tem o objetivo de levar o consumidor para as lojas. Uma das principais preocupações adotadas no projeto foi a segurança dos dados e para atender a essa exigência, a plataforma implementada tem capacidade de filtrar o tráfego, facilitando a identificação de ameaças virtuais. A iniciativa da empresa reforça as palavras do presidente da empresa. “O Grupo Super Nosso não é um supermercado que usa tecnologia, e sim, uma empresa de tecnologia com atuação múltipla no varejo”.

Assim como a tecnologia facilita transações no ambiente digital, ela pode também contribuir para diminuir o absenteísmo. Trata-se dos atrasos e das faltas de funcionários que prejudicam o faturamento das lojas. Contudo, já existem soluções que podem ajudar a minimizar os efeitos desse problema, principalmente em momentos cruciais para a operação, como em dias de muito movimento ou em datas comemorativas, por exemplo.

Tecnologia X absenteísmo

Segundo pesquisa da Levee, empresa de soluções de Machine Learning e Automação, as perdas relacionadas ao absenteísmo rendem um prejuízo de R$ 230 milhões ao ano para as 500 maiores companhias do país. O estudo também aponta que, em média, 10% dos funcionários do setor varejista faltam a cada dia nas empresas.

De olho nessa oportunidade, a Visual Mix desenvolveu um modelo de “checkout” híbrido — um terminal que pode ser operado tanto por um funcionário ou como “self checkout”. Na hora de pagar pelas compras, caso não haja um colaborador da empresa no caixa, o próprio consumidor pode realizar o pagamento. Para dar mais segurança ao processo, o equipamento usa câmeras para monitorar as mercadorias.

Além disso, a tecnologia usada para desenvolver o checkout híbrido faz com que o aparelho bloqueie o scanner de leitura dos códigos de barra até que o produto registrado seja colocado na sacola, evitando perdas provenientes de furtos.

 


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu