APAS promove encontro para mostrar como a tecnologia pode colaborar com os resultados dos supermercados - APAS - Associação Paulista de Supermercados

APAS promove encontro para mostrar como a tecnologia pode colaborar com os resultados dos supermercados

Nesta quinta-feira, 20 de agosto, a APAS reuniu CIOs de renomadas companhias do varejo nacional para um debate que trouxe à tona como a tecnologia pode colaborar com os resultados dos supermercados diante do atual momento econômico do país, a partir de apresentações de como suas redes têm atuado ao longo deste ano. O debate, que foi prestigiado por 42 profissionais do setor, foi mediado pelo diretor de Tecnologia da APAS, José Flávio Fernandes.

O início do evento foi marcado pela palestra do diretor associado da PwC Brasil, Jorge Inafuco, que fez uma análise do varejo mundial a partir da pesquisa Total Retail, realizada pela consultoria e lançada no país em março deste ano, que mostra como a tecnologia está relacionada no cotidiano das pessoas.

“As quatro grandes conclusões do estudo mostram uma era de disrupção. São elas: a evolução da loja física, o avanço dos dispositivos móveis, as redes sociais (que promovem um relacionamento entre as marcas e os consumidores), e as mudanças demográficas, pois o padrão será o consumidor digital”, avaliou Inafuco.

O CIO da Lojas Pernambucanas , João Marcelo Costa, contou que a companhia focou na estratégia de virtualização em 2015. Segundo ele, a companhia não era agressiva nessa área, pois apenas uma parte do ambiente era virtualizada. “Nesse momento de contenção de custos, aproveitamos para potencializar esta estratégia de virtualização e com isso conseguimos ter uma redução em torno de 15% nos contratos de manutenção de hardware, porque são eliminados muitos servidores físicos”, resumiu Costa.

Já o CIO dos Supermercados Irmãos Lopes, Ricardo Marquetti, explicou que a tecnologia é uma das diretrizes definidas pela rede para esse momento de crise. Ele disse que os processos e sistemas da companhia devem garantir uma melhor experiência de compra aos consumidores.

“O cliente chega à loja e pode até esperar um pouco na fila do açougue, não encontrar um produto, mas na hora de pagar, se estiver sem sistema e ele tiver que ser direcionado a outro local para realizar o pagamento, ele vai embora”, exemplificou Marquetti.

Assim como os Supermercados Irmãos Lopes, a Ótica Diniz foca na experiência de compra dos clientes, como explicou o CIO da rede, Fernando Fanizzi. “Estamos muito atentos à mudança no comportamento do consumidor e o relacionamento é algo que não vai deixar de existir. Não é preciso ser extremamente sofisticado. Temos que investir em algo diferenciado, com movimentos leves e efetivos”.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu