Compras parceladas sem juros no cartão de crédito superaram aquisições à vista - APAS - Associação Paulista de Supermercados

Compras parceladas sem juros no cartão de crédito superaram aquisições à vista

As compras parceladas sem juros no cartão de crédito superaram as aquisições à vista no país pela primeira vez neste ano. No primeiro semestre, o parcelamento representou 50,1% no cartão, enquanto o pagamento à vista ficou com 49,9%. Os dados são de um estudo feito pela Itaucard em todos os estados.

Em 2003, o parcelamento respondeu por 38,7% das compras com cartão. No ano passado, atingiu 48,8%. Segundo o diretor de Marketing de Cartões do Itaú, Fernando Chacon, dividir a compra já se tornou um hábito do consumidor brasileiro.

– Mas só agora chegamos a um patamar de preferência pelo parcelamento. Antes, esse percentual só era alcançado na época do Natal, quando as vendas explodem.

A previsão da Itaucard é que essa tendência se mantenha no ano. O crescimento do uso de cartões de crédito tem sido de 20% ao ano. Segundo Chacon, a modalidade deve fechar 2007 com 14,4% de participação no consumo. Em 1994, no início do Plano Real, as compras com cartão representavam 2,7% do total consumido pelos brasileiros.

O avanço do uso do cartão de crédito foi acompanhado pelo recuo do uso do cheque. Em 1994, as transações com cheques totalizavam 4,1 bilhões. Neste ano, caíram para 1,5 bilhão. Já os cartões de crédito tiveram 2 milhões de transações em 1994, contra 2,4 bilhões previstos para 2007.

O estudo também revelou em quais segmentos os consumidores mais gastam usando o cartão de crédito. No primeiro semestre, as compras em supermercados, casas de chocolate e padarias lideraram o ranking de faturamento, com 21% da preferência. Em valores, as compras de alimentos representaram R$ 17,4 bilhões. Em 2006, esse segmento também ficou em primeiro lugar, com 22,2% do faturamento (R$ 15,4 bilhões).

As compras internacionais com cartão vêm crescendo. De 2003 até agora, o faturamento saltou de R$ 1,7 bilhão para R$ 3,7 bilhões (2% do total). Na internet, a preferência pelo cartão é absoluta, com 68%.

Fonte: O Globo Online


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu