Confira os dados econômicos mais recentes do setor supermercadista


Em julho, as vendas do setor supermercadista tiveram crescimento ao comparar-se com o mesmo mês do ano passado, que teve um desempenho fraco em virtude da greve dos caminhoneiros. Esses fatores fizeram o resultado acumulado ficar positivo, ainda que seja em apenas 0,10%.

A falta de estímulos econômicos e o crescimento tímido refletem na confiança dos supermercadistas: apenas 25% acreditam em maiores volumes de vendas futuras.

A inflação voltou a ser observada pelo setor, mas de forma moderada, com crescimento de 0,22% em julho. Apenas produtos das categorias de higiene e beleza subiram mais de 1%.

Quanto aos empregos, junho foi um mês de crescimento recorde com 1.497 contratações, melhor resultado em junho nos últimos 10 anos. O resultado pode ser explicado pelo melhor desempenho nos supermercados das classes A e B, que impulsionaram o maior fluxo de clientes e exigiram maior reforço de colaboradores nas lojas.

Para tirar dúvidas e receber outros dados, entre em contato com a área de Economia da APAS pelo e-mail thiago.berka@apas.com.br.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu