Confira os dados econômicos mais recentes do setor supermercadista


Conheça os números mais recentes do setor supermercadista paulista nos quatro primeiros meses do ano em relação a empregos, vendas e inflação.

Empregos

A cidade de São Paulo voltou a liderar a geração de empregos no setor seguida pelo município de São José dos Campos. Supermercados e hipermercados lideram a criação de empregos novamente, com o melhor mês de março dos últimos três anos, o que demostra que este canal começa a reagir e ter expectativas melhores no futuro.

Vendas

O faturamento real dos supermercados no estado de São Paulo (deflacionado pelo IPS/FIPE), no conceito de mesmas lojas – que considera as unidades em operação no tempo mínimo de 12 meses – obteve queda de -4,41% em março deste ano em relação ao mesmo período de 2018. No acumulado o valor fica negativo em 1,13% na comparação trimestral.

Com o desencontro de datas sazonais observadas em 2019 em relação a 2018, como o Carnaval (que este ano aconteceu no começo de março e em  2018 foi em meados de fevereiro)  e Páscoa (que em 2019 foi  em 21 de abril e  em 2018 foi celebrada no primeiro dia do mês), não se podem avaliar as vendas dos supermercados como ruins.

Inflação

A inflação voltou a ser observada pelo setor, com crescimento de 1,13% em março contra fevereiro. Problemas com o clima fizeram os preços do feijão, batata e cebola aumentarem. Além disso, os produtores de aves e suínos focaram as vendas em exportação mais do que no comércio interno.  Para o Dia das Mães, produtos de higiene e beleza estarão mais caros, devido ao câmbio.

Para tirar dúvidas e receber outros dados, entre em contato com o economista da APAS, Thiago Berka pelo e-mail thiago.berka@apas.com.br.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu