Cresce otimismo de supermercadistas com governos federal e estadual


Os empresários do setor supermercadista estão mais confiantes em relação aos governos federal e estadual e mais cautelosos em relação à aceleração da inflação. Pesquisa de Confiança dos Supermercados do Estado de São Paulo (PCS/APAS) mostra que otimismo atual em relação ao governo federal subiu de 38% para 46% e a percepção futura em relação ao tema permaneceu inalterada em relação a março – 85% estão otimistas, zero estão pessimistas e 15% se consideram neutros. Já o otimismo atual com o governo estadual subiu de 38% para 54% entre os meses de março e abril e o pessimismo caiu de 38% para 15%.

Em contrapartida, o comportamento da taxa de desemprego e o forte aumento da inflação registrado no primeiro trimestre afetaram a confiança do setor supermercadista em abril. O otimismo do setor em relação ao ritmo de aumento de preços caiu para 8%, em relação aos 31% apurados em abril. O pessimismo em relação ao tema cresceu de 8%, em março, para 15% em abril. Para o futuro, as perspectivas também pioraram. O otimismo em relação à inflação foi igual a zero, ante os 23% apurados em março. Já o pessimismo cresceu de 23% para 38% no mesmo período.

De forma geral, o índice de confiança permaneceu praticamente estável, em 33%. Em relação a situação atual, o otimismo subiu dois pontos percentuais, para 29% do empresariado do setor supermercadista. A maioria ainda mantém o campo neutro, com 47% das respostas, ante 46% em março. Em relação ao futuro, as perspectivas pioraram: o otimismo caiu de 40% para 36%, o pessimismo aumentou de 17% para 23% e a neutralidade foi reduzida de 43% para 41%.

Já em relação à percepção futura, cresceu a perspectiva otimista em relação às vendas – de 69% para 79%. Ao mesmo tempo, o otimismo em relação a contratações no setor caiu de 23% para 15%, o pessimismo em relação a este assunto aumentou de zero para 8% e a neutralidade se manteve estável.

Fonte APAS


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu