Economia cresce 0,29% em novembro, indica Banco Central - APAS - Associação Paulista de Supermercados

Economia cresce 0,29% em novembro, indica Banco Central


Depois de ficar praticamente estável em outubro, a economia brasileira voltou a crescer em novembro, segundo apontam números divulgados pelo Banco Central (BC) nesta quinta-feira (17).

De acordo com a instituição, o chamado Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) registrou uma alta de 0,29% em novembro do ano passado, na comparação com outubro de 2017. O número foi calculado com “ajuste sazonal”, que é uma compensação para comparar períodos diferentes de um ano.

O IBC-Br, do Banco Central, é usado como uma forma de antecipar o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), que é calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na parcial deste ano, informou o BC, foi registrada uma expansão de 1,38% no indicador do nível de atividade da economia brasileira (sem ajuste sazonal).

Já no acumulado em 12 meses até novembro de 2018, houve uma expansão de 1,44% (também sem ajuste), segundo dados da instituição.

PIB x IBC-Br

O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia.

O cálculo do IBC-Br, porém, é um pouco diferente do usado no PIB. O indicador do BC incorpora estimativas para a agropecuária, a indústria e o setor de serviços, além dos impostos. Os resultados do IBC-Br nem sempre mostraram proximidade com os dados oficiais divulgados pelo IBGE.

O próprio BC já informou que “há que se ter cuidado nas comparações trimestrais do IBC-Br e o PIB”. Segundo a instituição, características conceituais e metodológicas do IBC-Br (entre as quais o processo de dessazonalização) podem ocasionar diferenças temporárias entre a sua evolução e a do PIB, “ensejando cautela em comparações nos horizontes mais curtos”.

 Fonte: G1


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu