Empresários, consumidores e governo dividem responsabilidades na PNRS – APAS – Associação Paulista de Supermercados

Empresários, consumidores e governo dividem responsabilidades na PNRS

A sociedade brasileira se mobiliza para a gestão correta dos resíduos sólidos. A cerca de um ano para o prazo de adequação à Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS), o setor de supermercados paulista discute a importância da conscientização de seus consumidores para o consumo e o descarte correto do lixo.

Pela PNRS, a responsabilidade pelos resíduos é compartilhada entre os poderes público e privado e a sociedade. O que antes era um dever do Estado agora é responsabilidade de todos os atores da sociedade civil. As indústrias, por meio da logística reversa, terão o dever de recolher as embalagens de seus produtos. Já os consumidores deverão fazer a coleta seletiva e a reciclagem dos resíduos, pois os lixões municipais receberão apenas os dejetos orgânicos, que não poderão ser reaproveitados.

“O papel dos supermercados neste processo de transformação da sociedade brasileira é o de facilitador do processo. Além de conscientizar para o consumo sustentável, fazendo com que o consumidor conheça mais sobre os produtos que compra, as lojas poderão atuar como pontos de convergência dos resíduos”, afirma o diretor de Sustentabilidade da APAS, Erlon Godoy Ortega.

A lei já está em vigor e muitos supermercados realizam trabalhos alinhados à Política Nacional, como por exemplo na coleta de óleo de cozinha e de pilhas e baterias, materiais nocivos ao meio ambiente. Muitas lojas também já desenvolveram centrais de reciclagem própria, ou em parceria com outras empresas, e conscientizam seus consumidores para a coleta seletiva.

Papel de facilitador

Os supermercados conseguem ter uma influência na decisão de compra dos consumidores e podem, ainda, trabalhar na conscientização para o consumo consciente. Por ser destino certo de muitas famílias diariamente, poderá atuar também como polo centralizador dos resíduos. No entanto, o maior papel do setor está na participação ativa das discussões sobre o tema, fomentando a prática sustentável em toda a cadeia, desde os fornecedores até os consumidores finais. “A PNRS é um ciclo. Todos devem estar alinhados para que os objetivos sejam alcançados”, afirma.

Confira aqui a íntegra da Política Nacional de Resíduos Sólidos

Compartilhe na Rede!

Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu