Evento na APAS debateu como reduzir o impacto ambiental e obter ganhos com eficiência energética


Na última quinta-feira, 28 de setembro, a APAS reuniu associados, representantes da indústria e especialistas para o Workshop “O Futuro da Refrigeração” em supermercados. O objetivo do evento foi fomentar a discussão sobre um tema de suma importância para a operação das lojas. O diretor de Sustentabilidade da Associação, Alessandro Ibiapina, deu as boas-vindas aos participantes.

Thays Rosini, coordenadora de Sustentabilidade do Grupo Pão de Açúcar (GPA), elogiou o evento.

“Foi muito importante para trazer aos supermercadistas a discussão sobre os gases refrigerantes, e reunir todos os atores da cadeia. O assunto é essencial para as nossas lojas, até porque enfrentamos diariamente as questões que envolvem a troca de gases”.

O Ministério do Meio Ambiente também participou do Workshop, e apresentou toda a questão legal que embasa a mudança, além do recente ajuste nas ações do Programa Brasileiro de Eliminação de Gases Destruidores da Camada de Ozônio, que deve aumentar o tempo de adequação dos sistemas existentes – sem comprometer as metas do Brasil.

“Gostei muito do evento. Foi mais uma oportunidade de estar junto com a APAS, para divulgar ao setor supermercadista o nosso trabalho, as novas alternativas e o cronograma para eliminar o HCFC22 e partir para os novos fluídos refrigerantes”, afirmou Magna Luduvice, coordenadora Geral de Proteção à Camada de Ozônio do Ministério do Meio Ambiente.

Thiago Pietrobon, consultor de Sustentabilidade da APAS, destacou que o Workshop proporcionou aos participantes uma troca interessante de experiências, a partir de cases de sucesso de substituição do R22 por novos fluidos refrigerantes.

“O conteúdo apresentado mostrou que é possível reduzir o impacto ambiental e obter ganhos com eficiência energética, produtividade e segurança na cadeia do frio. A indústria mostrou a visão sobre o futuro e as tendências da refrigeração, e o Ministério do Meio Ambiente trouxe as questões legais, o que pode impactar na operação supermercadista”.

Um pouco mais sobre as apresentações

No bloco “Supermercados”, o participante do Workshop teve a oportunidade de conhecer os pilotos sobre COtranscríptico e subcrítico, fechamento de expositores, sistemas plugins, dry-cooler, glicol, propano, R404, R134a e HFOs. Foi apresentado ainda cases de sucesso de eficiência energética e de unificação dos sistemas de frio alimentar e ar-condicionado.

Já no bloco “Indústria”, destaque para os temas disruptura e inovação, a partir de tendências internacionais apresentadas na NRF 2017.

 


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu