Google apresenta pesquisa sobre o comportamento do consumidor brasileiro na Black Friday - APAS - Associação Paulista de Supermercados

Google apresenta pesquisa sobre o comportamento do consumidor brasileiro na Black Friday

Google apresenta pesquisa sobre o comportamento do consumidor brasileiro na Black Friday

O Google divulgou pesquisa inédita sobre o comportamento do consumidor brasileiro na Black Friday – encomendada pela empresa e realizada pela Provokers, que ouviu quase 800 brasileiros, de 18 a 54 anos, das classes A, B e C, nas cinco regiões do país, durante o mês de agosto.

Os números indicam que, mesmo com a queda geral no consumo, as vendas continuam crescendo nas datas especiais: aumentaram 8% no Dia das Mães deste ano, 12% no Dia dos Pais e 16% no Dia dos Namorados. Além disso, as buscas no Google indicam que o consumidor se planeja cada vez mais para as compras, com uma crescente preocupação com preço: as buscas por este critérios aumentam cerca de 60% ano a ano.

Com faturamento de R$ 1,6 bilhão em 2015, o curto período da Black Friday foi mais poderoso para alavancar as vendas do que as duas semanas que antecederam o Dia das Mães, tradicionalmente a segunda melhor data do varejo brasileiro.

Algumas conclusões da pesquisa:

  • No Brasil, os consumidores online já somam quase 40 milhões , três quartos dos quais já participaram de alguma edição da Black Friday. A adesão é crescente. Em 2012, o percentual de consumidores on-line que comprou na Black Friday foi de 22%, enquanto em 2015, foi de 64%. Em termos de buscas, três em cada quatro consumidores online fizeram pesquisas na Black Friday de 2015;
  • A expectativa com relação a Black Friday 2016 é grande: três em cada quatro consumidores on-line se dizem engajados ou animados com a edição deste ano;
  • O gasto médio do consumidor em 2015 foi de R$ 1.098, o dobro das outras datas sazonais. Quase um quarto dos compradores (23%) teve um gasto médio de R$ 3.041; a maioria (54%) gastou R$ 688,70; e 23% gastou menos de R$ 117,70;
  • Os fatores mais considerados na hora da decisão da compra são: preço (42%), possibilidades de parcelamento (21%) e custo do frete (17%). Quando esses três são similares, 63% dos consumidores optam pelo site mais confiável para colocar seus dados pessoais, o que pode ser explicado pelo gasto médio alto;
  • A forma de pagamento mais usada é, de longe, o cartão de crédito: 61% opta por pagar com ele parcelado e 33% a vista. A seguir vem o pagamento em dinheiro (32%), boleto bancário (26%), cartão de débito (18%), PayPal e similares (16%) e débito (12%);
  • Com o consumidor se planejando mais para comprar, a Black Friday deste ano deve crescer ainda mais nos itens de alto gasto médio. Os consumidores que pretendem comprar eletroeletrônicos e eletrodomésticos foram os que mais disseram que pretendem esperar a Black Friday: smartphone (57% pretendem aguardar), informática (58%), TV (55%), Áudio/Vídeo (66%), eletrodomésticos (54%) e eletroportáteis (51%).

Clique aqui e veja a íntegra da pesquisa.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu