Leguminosas para substituir o feijão carioca: destaque na loja as alternativas aos clientes e não perca vendas – APAS – Associação Paulista de Supermercados

Leguminosas para substituir o feijão carioca: destaque na loja as alternativas aos clientes e não perca vendas

Não é novidade que o preço do feijão apresentou alta nos últimos meses, fruto, principalmente, da menor demanda e da cultura do brasileiro em consumir o produto. Entretanto, nutricionistas destacam que é possível a substituição do feijão por outras leguminosas, também fontes de vitaminas e minerais, tais como lentilha, grão de bico, ervilha, soja e fava. Neste contexto, a APAS aconselha os associados a destacarem tais produtos na loja, a fim de não haver impacto nas vendas.

O feijão é um alimento composto de carboidratos (60-65% de sua composição), proteínas (16-33%) e fibras (3-7%), sendo fonte das vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B6), de ácido fólico, de ferro, fósforo e magnésio. O alimento é importante em virtude da composição nutricional completa. Veja, a seguir, a lista de algumas leguminosas e os respectivos benefícios:

Lentilha

Alimento fonte de proteínas, carboidratos e vitaminas do complexo B, ácido fólico, potássio, fósforo, cobre, ferro e magnésio. Normalmente usado com o arroz no lugar do feijão, pois, juntos, oferecem uma ótima oferta de nutrientes. Também pode ser consumido como sopa.

Fava

Originária da Europa. Rica em aminoácidos e vitaminas do complexo B, podendo ser adquiridas frescas, congeladas e secas. O alimento é usado em sopas, molhos, pastas, guisados, estufados, croquetes, cremes e purês.

Grão de bico

Originário da região do Cáucaso e do Himalaia. Possui vagens lisas e ovaladas, que contêm de um a três grãos arredondados, com uma pequena ponta, de cor castanho-clara. Rico em fibras e aminoácidos essenciais, apresenta grandes quantidades de ferro e magnésio. É utilizado em sopas, saladas, molhos, cremes, croquetes, guisados. 

Soja

Originária da China, local onde o seu valor nutritivo é reconhecido há mais de 5.000 anos. É a leguminosa mais nutritiva e que contém maior número de aminoácidos, vitaminas B e E, além de ferro, zinco e cálcio. É comercializada sob forma de grão, germinada, leite, iogurte, tofu, sendo usada em sopas, saladas, molhos, cremes, croquetes, guisados, bolos e sobremesas.

Ervilha

Leguminosa muito utilizada, oriunda do Oriente Médio, ao qual existem mais de 200 espécies. Pode ser adquirida seca, congelada ou fresca. Fonte de cálcio, cobre, enxofre, fósforo e ferro e vitaminas do grupo B e A. Utilizada em sopas, molhos, pastas, guisados, estufados, croquetes, cremes e purês.

Fontes:

– Departamento de Economia e Pesquisa da APAS

– http://www.sonutricao.com.br/conteudo/guia/leguminosas2.php

– http://www.webrun.com.br/h/noticias/conheca-alguns-substitutos-para-o-feijao/13608

– http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/06/1784529-preco-do-feijao-dispara-mas-medidas-de-temer-devem-ser-inofensivas.shtml


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu