Pão de Açúcar aposta nas Centrais - APAS - Associação Paulista de Supermercados

Pão de Açúcar aposta nas Centrais

O faturamento mensal previsto pela empresa

 no novo modelo será de R$ 3 milhões 

Depois de estudar detalhadamente por 18 meses, o Grupo Pão de Açúcar decidiu investir no modelo de Centrais de Negócios.  Já começa com um faturamento estimado em R$ 3 milhões ao mês, quase o equivalente a uma loja do grupo, mas a expectativa para 2008 é expandir. A aposta se justifica pelo bom resultado desse segmento: R$ 15,9 bilhões em 2006, somando 3.214 lojas, 14.240 check-outs e 1,95 milhão de metros quadrados de área de vendas, além do desempenho superior ao mercado. Enquanto o setor de supermercados cresceu apenas 0,57% real em relação a 2005, os supermercados de até 4 check-outs – a grande maioria dos varjeos associados às centrais – cresceram 3.9%. Estes números fazem parte da pesquisa da Nielsen desenvolvida com exclusividade para o estudo “Estrutura do Varejo Brasileiro”, apresentado na APAS 2007.  

Após analisar diferentes operações e possíveis parceiros  e descartar a hipótese de abrir uma nova central,  o Grupo Pão de Açucar optou pela parceria com a União Brasil, com atuação no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso e Pernambuco, com 203 lojas e faturamento anual superior a R$ 1,6 bilhão. 

Vai iniciar atendendo 52 lojas da Multi-Show, fialiada à União Brasil, com estimativa de 70% dos produtos de mercearia nos próximos seis meses. A carteira inicial de produtos, conforme o diretor comercial do Grupo Pào de Açucar, Maurício Cerrutti, terá 3 mil, para poderá crescer para 50 mil itens.  


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu