PEC 241, que limita os gastos da União, é aprovada pelo Congresso. APAS apoia proposta.

APAS apoia a aprovação da PEC 241 que limita os gastos da União pelos próximos 20 anos

Na noite da última segunda-feira, 10, o Plenário da Câmara aprovou, em primeiro turno, por 366 votos a 111 (Veja como cada deputado votou), a proposta de emenda à Constituição (PEC 241/2016) que limita os gastos públicos da União, Estados e Municípios à inflação do ano anterior, por um período de até 20 anos.

A APAS apoia a decisão e, inclusive, se uniu à FIESP para a publicação de anúncio nos principais veículos do País no último domingo, 09, cujo conteúdo tinha o objetivo de esclarecer a proposta à população e incentivar a aprovação da PEC pelo Congresso. O anúncio foi veiculado nos jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo e O Globo, e nas revistas Veja, Época e IstoÉ.

Texto do anúncio na íntegra:

A economia brasileira está doente. Nos últimos anos, o governo vem gastando muito mais do que arrecada. A face cruel disso é o endividamento público que causou a redução da atividade econômica, a quebra de empresas, o desemprego para mais de 12 milhões de pessoas. Enfim, a crise de que todos os dias ouvimos falar.

 Não há alternativa, é preciso colocar já um limite ao crescimento dos gastos do governo. Ou seja, fazer o que as famílias e as empresas já fazem: gastar apenas o que se ganha. A PEC do Teto do Gasto, como é chamada, é uma medida fundamental para recuperar a nossa credibilidade, reduzir o endividamento e os juros, aumentar a oferta de crédito e retomar o tão necessário crescimento econômico com geração de empregos.

 Senhores deputados e senadores, é hora de bom senso e muita responsabilidade para a aprovação dessa lei indispensável para a reconstrução da economia do país. Devemos isso aos nossos filhos e aos nossos netos. DEVEMOS ISSO À NAÇÃO BRASILEIRA.

Mais sobre a aprovação da PEC 241: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/camara-aprova-proposta-que-limita-gastos-da-uniao-pelos-proximos-20-anos/

Fonte da foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

 

 


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu