Pesquisa da APAS já apontava deflação em alguns cortes de carne – APAS – Associação Paulista de Supermercados

Pesquisa da APAS já apontava deflação em alguns cortes de carne

Oferta de carne bovina deve subir em 2017

Os dados do IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15), conhecido como a prévia da inflação oficial, apresentados no dia 23 de outubro, apontaram uma baixa de -0,31% no preço das carnes no mês de outubro. Esta queda já vinha sendo sentida pela a Associação Paulista de Supermercados (APAS) no Índice de Preços dos Supermercados (IPS), calculado pela APAS/FIPE. No mês de setembro, alguns cortes de carnes já apresentavam deflação.

De acordo com o economista da APAS, Diego Pereira, dos 14 cortes de carne bovina que são monitorados pela instituição, o Acém apresentou uma deflação de -4,31% no mês de setembro e o Músculo teve uma deflação de -2,84% no mesmo período, sendo que este corte já apresentava uma baixa nos preços em agosto. “A gente já vinha acompanhando estas quedas, então para nós não foi surpresa essa prévia do IPCA-15”, afirma o economista. Em contrapartida, cortes de carne que têm maior relevância na cesta, como o contrafilé e a alcatra, ainda carregam uma inflação em torno de 13% no acumulado do ano.

A redução no preço internacional de commodities agrícolas, que representam 70% das rações animais, e os embargos internacionais da China, Rússia, Indonésia, Irã, Arábia Saudita e Egito são os principais motivos apontados pelo economista da APAS para a redução dos preços. “Com todos os sinais de desaquecimento que a economia chinesa vem apresentando nos últimos dias e o aumento de oferta no mercado interno, por conta da quebra destes acordos comerciais, essa redução será sentida ainda mais nos próximos meses”, prevê Pereira.

IPCA-15
Depois de 16 meses consecutivos de alta, os preços das carnes apresentaram uma baixa de -0,31%, conforme os dados apresentados pelo IPCA-15. A última queda havia ocorrido em maio do ano passado, de -1,33%. Ainda assim, as carnes acumulam alta de 22,06% em 12 meses. Neste ano, de janeiro a outubro, a inflação prévia acumulada pelo grupo é de 10,27%.

De 18 cortes que compõem o segmento de carnes no IPCA-15, 12 tiveram baixa nos preços em outubro. A maior queda foi a da capa de filé, de -1,83%. Seis cortes registraram alta nos preços. O maior avanço foi o da picanha, de 2,88%.

Em outubro, o IPCA-15 teve variação geral de 1,20%, a maior para o mês desde 1995 (1,34%). Com o novo resultado, a prévia da inflação atingiu 10,34% no acumulado de 12 meses.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu