Presidente e diretoria da APAS recebem secretário nacional do Ministério da Economia na APAS Show 2019


A APAS Show 2019 recebeu muitas autoridades, dentre elas, o secretário nacional de Desenvolvimento, Comércio, Serviços e Inovação, Caio Megale. No último dia do evento, 09 de maio, o secretário se reuniu com o presidente da APAS, Ronaldo dos Santos, integrantes da diretoria da entidade e o presidente da Abras, João Sanzovo, para falar sobre a importância da Reforma da Previdência e discutir as demandas do setor supermercadista. Também participaram da reunião Fábio Pina e Giovana Resende, ambos da Secretaria de Desenvolvimento, Comércio, Serviços e Inovação.

Na ocasião, Ronaldo apresentou os números da APAS Show e as reivindicações dos supermercadistas no estado de São Paulo. “Precisamos destravar o Brasil e o estado para que setor supermercadista possa gerar mais empregos”, disse o presidente da APAS.

João Sanzovo apresentou os números e as demandas setor nacional. “Sabemos o quão importante é a reforma para garantir a aposentadoria aos jovens de hoje”, afirmou Sanzovo.

Caio Megale falou sobre o trabalho realizado pela Mesa Executiva do Varejo, organizada pela Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação do Ministério da Economia. “O setor público traz à Mesa os órgãos responsáveis pelos temas discutidos e o setor privado traz as demandas do setor de atuação. A ideia da Mesa é unir forcas para solucionar problemas e destravar a economia”, enfatiza Megale.

Confira as pautas discutidas na reunião:

  • Importância do apoio do setor supermercadista à Reforma da Previdência;
  • Ajustes regulatórios para permitir a adequação dos supermercados às inúmeras exigências dos órgãos reguladores de produtos e serviços comercializados no espaço supermercadista, como a exigência de licença para os supermercados venderem pescados, mesmo comprando de fornecedores que já tenham a licença;
  • Dosimetria e critérios para aplicação de fiscalização e multas dos órgãos de controle de atividade do setor supermercadista, principalmente em relação ao prazo de validade dos produtos;
  • Permissão de comercialização nos supermercados e estabelecimentos similares de medicamentos que não exigem prescrição médica;
  • Equilíbrio fiscal e tributário para compras em sites ou empresas estrangeiras isentas de tributação. Segundo dados do Ebit, 22,4 milhões de consumidores brasileiros realizaram compras em sites estrangeiros em 2017, fato que impacta nas vendas das empresas brasileiras.

 Após a reunião, o secretário conheceu os pavilhões da APAS Show acompanhado pelo presidente da APAS e demais participantes do encontro.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu