Quando é a hora de expandir para o varejo online?

O mundo já possui mais de 3 bilhões de usuários de internet, o que representa cerca de 40% da população mundial com acesso a e-commerces. Só no Brasil, temos mais de 61 milhões de e-consumidores, ou seja, pessoas comprando regularmente em lojas virtuais, o que leva muitos empreendedores a considerarem a possibilidade de expandir o seu negócio para o comércio online e ver seus ganhos aumentarem significativamente. Mas como saber se é hora de fazer esse investimento? Será que você está preparado para ser um empreendedor digital?

Vantagens de expandir para o e-commerce
Existem muitos atrativos em expandir os negócios para o e-commerce, sendo o principal deles a inexistência de barreiras geográficas segurando o seu crescimento. Com um e-commerce é possível vender para qualquer pessoa, em qualquer lugar, escalando suas vendas a níveis que você jamais conseguiria em uma loja física.

Além disso, você tem sua empresa aberta 24 horas, 7 dias por semana, atendendo a seus clientes a qualquer momento do dia ou da noite. É possível satisfazer as necessidades de qualquer consumidor em termos de comodidade, o que também não é possível em um negócio offline devido aos altos custos de operação. E por falar em custos, no e-commerce você tem custos de manutenção reduzidos, já que não é necessário manter uma estrutura física para dar atendimento ao cliente. Ao invés de abrir uma filial, que estaria limitada geograficamente, você pode partir para o e-commerce e expandir seus negócios para qualquer cidade, estado ou país.

Mas nem todo potencial de vendas está salvo de uma boa divulgação e, estando na internet, você constrói sua imagem e reputação online, dando maior visibilidade tanto para sua marca quanto para os produtos e serviços que você vende. Marcando presença na rede, mais pessoas conhecem seu e-commerce e passam a comprar de você.

O que considerar na hora de expandir para o e-commerce
Tomar a decisão de abrir um e-commerce é algo que deve ser pesado com bastante cuidado, afinal, é um investimento que deve trazer retorno financeiro e pessoal para você. Por isso, o momento que o seu empreendimento está vivendo é um fator determinante para que você parta para o comércio online. Suas vendas offline estão boas? A reputação da sua empresa é forte perante o público que você atende? Como está a rentabilidade do seu negócio?

Para não perder tempo e dinheiro com um e-commerce que não vende, você deve planejar sua expansão para uma loja virtual como se estivesse abrindo uma filial. É claro que o e-commerce possui características diferentes de uma loja física, mas em essência, o planejamento deve ser o mesmo. Sendo assim, faça as seguintes perguntas a si mesmo:

– Eu tenho o capital inicial para investir ou preciso de sócios ou financiamentos?
– Como posso captar esses recursos?
– Qual é o capital de giro necessário para manter o e-commerce em funcionamento enquanto ele não gera lucros?
– Preciso de uma equipe ou posso trabalhar sozinho no início?
– Que tipo de produtos ou serviços vou vender?
– Como posso gerar valor para meus clientes no e-commerce?
– Como divulgar meu e-commerce para que ele tenha mais visitas?

Veja que a partir das respostas a essas perguntas você vai montando o seu plano de negócios, que é um direcionamento estratégico para este novo empreendimento que está avaliando. Neste planejamento, você deve ainda analisar o mercado em que atua ou pretende atuar com o e-commerce e se há demanda de clientes para compras online. Conhecer o perfil do comprador é de extrema importância para que você possa vender com mais qualidade e obter o sucesso que espera com essa transição para o e-commerce.

Integrar on e offline ou apostar só no online?
Muitas empresas nascem diretamente no ambiente virtual, sem nunca terem tido a experiência de um negócio físico, o que pode gerar dúvida com relação à manutenção de uma loja física e uma virtual. Se você já tem uma loja física, com clientela formada e uma rentabilidade boa, a melhor maneira de expandir os seus negócios é integrar a loja física e a virtual, buscando aumentar a quantidade de clientes e elevar a sua lucratividade. Você pode investir em sistemas integrados de gestão que farão o acompanhamento de ambos empreendimentos em conjunto, tornando sua gestão mais centralizada e organizada.

Ademais, a presença física do seu negócio dá maior segurança para muitos clientes, que podem se sentir mais confortáveis em comprar pelo e-commerce e retirar os produtos diretamente com a sua equipe de vendas. Trabalhar o conceito de omnichannel (transições entre canais de vendas) é importante para construir um relacionamento mais forte com o seu público e divulgar ainda mais o seu e-commerce, contando com o atendimento de qualidade que você oferece presencialmente como referência para o seu e-commerce.

Conhecer a cadeia produtiva do e-commerce te assusta ou te motiva?
Como falamos anteriormente, o e-commerce possui algumas características únicas, e uma delas é o cuidado com a logística. O momento da entrega do produto para o cliente final deve refletir toda a competência da sua empresa no atendimento ao cliente, por isso é preciso dispor de uma estratégia de distribuição bem organizada e contar com os fornecedores certos para realizar as entregas com qualidade e eficiência.
O cumprimento dos prazos de entrega deve ser uma questão de honra para o seu e-commerce, assim como a condição da embalagem e do produto na hora do recebimento pelo cliente deve ser impecável. Você consegue fornecer esse valor para o seu público?

Se você ficou entusiasmado com as possibilidades acima, você é um forte candidato a se tornar um empreendedor de e-commerce de sucesso. Lembre-se de que não importa o tamanho do seu empreendimento, mas o potencial que ele tem para atender a centenas de clientes ao mesmo tempo, com a mesma qualidade. E quando falamos em qualidade, não podemos deixar de incentivá-lo a qualificar-se para criar um e-commerce ainda melhor, baseado nas melhores práticas do mercado e em uma gestão eficiente e ágil.

Artigo escrito por Juca Oliveira, CEO & fundador da B2Log, possui expertise nas áreas de inovação, gestão em operações de e-commerce e web. Nos últimos 12 anos, o profissional desenvolveu projetos e startups nos segmentos de varejo, viagem e logística para e-commerce.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu