Rede São Vicente oferece ponto de coleta para lâmpadas fluorescentes na região - APAS - Associação Paulista de Supermercados

Rede São Vicente oferece ponto de coleta para lâmpadas fluorescentes na região


O Supermercados São Vicente traz para a cidade de Americana, em parceria com a empresa Reciclus, o primeiro coletor específico para lâmpadas fluorescentes em lojas de supermercados. Agora, os clientes podem descartar de forma ambientalmente correta as lâmpadas queimadas sem prejudicar o meio ambiente. Além das lâmpadas, a rede continua a receber as pilhas e baterias usadas. O descarte é gratuito.

Neste primeiro momento da ação, as lojas de Americana (exceto no bairro Cidade Jardim), Santa Bárbara d´Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia, Mogi-Mirim, Cosmópolis e Piracicaba receberão os coletores.

As lâmpadas fluorescentes, pilhas e baterias, contêm pequenas quantidades de substâncias altamente tóxicas ou prejudiciais ao meio ambiente. Apesar disso, a maior parte destes produtos, após seu uso, acaba sendo descartada em aterros sanitários, sem nenhum tipo de tratamento, contaminando o solo e a água com metal pesado.

Os coletores dispostos nas lojas são exclusivos para clientes residenciais por fazerem parte do programa de logística reversa instituído pela Política Nacional de Resíduos Sólidos. “Você não precisa mais acumular as lâmpadas e pilhas em casa, e nem jogar fora sem saber se está contribuindo para poluição ambiental. Na próxima compra nos Supermercados São Vicente, pode trazer suas lâmpadas e pilhas, que juntos, garantimos um ambiente melhor e mais saudável”, disse o diretor de Operações da rede, Mauricio Cavicchiolli.

Nos coletores dos Supermercados São Vicente, estes materiais serão destinados a recicladores especializados que recuperam mais de 95% da matéria-prima utilizada na fabricação e ainda garantem que os materiais tóxicos tenham o destino mais seguro.

Processo de reciclagem

As lâmpadas usadas são armazenadas e transportadas com cuidado, para serem trituradas apenas em uma câmara isolada, que não permite a saída dos gases. Os materiais triturados são separados por peneiramento, separação eletrostática e ciclonagem, em classes distintas:

– Terminais de alumínio e pinos de latão: reciclados em fundições;

– Vidro: reciclado para a fabricação de produtos para aplicação não alimentar. Bastante comum na fabricação de pisos.

– Pó fosfórico rico em mercúrio: normalmente enviada a uma unidade de destilação, onde o mercúrio é extraído. O mercúrio é, então, recuperado e pode ser reutilizado. A poeira fosforosa resultante pode ser reciclada e reutilizada, por exemplo, na indústria de tintas.

O único componente da lâmpada que não é reciclado é o isolamento baquelítico existente nas extremidades da lâmpada, representando menos que 2% do produto.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu