Redes varejistas faturaram R$ 454 bi em 2014 - APAS - Associação Paulista de Supermercados

Redes varejistas faturaram R$ 454 bi em 2014

O total de faturamento bruto das 250 maiores redes de varejo que atuam no Brasil passou de R$ 454 bilhões em 2014, segundo ranking feito pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC).

O estudo realizado pela entidade em parceria com a KPMG, Varese Retail e BTR Educação e Consultoria, apontou que a soma do faturamento das “top 250” representa 36,76% do total do varejo nacional de bens e consumo (exceto automóveis e combustíveis), que é de R$ 1,23 trilhão, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ainda de acordo com estudo, 94 das redes de varejo listadas tiveram faturamento acima de R$ 1 bilhão apenas no ano passado.

Big five

O estudo mostra também que as cinco maiores empresas do ranking representam 31,36% do total das 250 listadas no levantamento e 11,54% do varejo de bens de consumo descritos pelo IBGE. A primeira colocada na lista da SBVC é o Carrefour com faturamento de R$ 37,92 bilhões.

Outra revelação do estudo é que, entre as dez primeiras colocadas, estão três empresas do Grupo Pão de Açúcar (CNova, Via Varejo e Multivarejo) com faturamento de R$ 72,87 bilhões, o que caracteriza o GPA como o maior grupo de varejo do Brasil.

Para o presidente da SBVC Eduardo Terra, o estudo é pioneiro pelos critérios adotados, pela profundidade e abrangência das empresas analisadas. “Pela primeira vez, é reunida e analisada esta quantidade de empresas de varejo”, disse.

Radiografia

Uma conclusão importante é o fato de o maior grupo varejista do Brasil, o GPA – que detém as redes Extra e Assaí -, empregar sozinho mais brasileiros que toda a indústria automobilística no País. Outro termômetro curioso é que as três redes com maior faturamento por funcionário, ou seja, com a melhor produtividade, são empresas de e-commerce. São elas, a Privalia, em primeiro lugar, seguida por CNova e Wine.

Por nota, o fundador da Varese Retail, Alberto Serrentino disse que o ranking da SBVC traz uma leitura mais efetiva do real peso que as empresas têm no setor. Ao considerar o faturamento das franquias e de operadores de comércio eletrônico, a evolução na escala das empresas de varejo no Brasil surpreende: 94 negócios tiveram vendas acima de R$ 1 bilhão, em 2014.

“Mas há espaço para amadurecimento, pois 82% das 250 maiores empresas são de capital fechado. Somente 10% de controle estrangeiro e as 10 maiores empresas de varejo do Brasil só detém 15% do mercado total”, afirmou Serrentino.

Franquias

Com relação ao segmento de franquias, o levantamento apontou O Boticário, que conta com 3.912 unidades, é a maior rede de varejo do Brasil em número de lojas. Em seguida vem a rede de fast-food Subway, com 1.817. Outros destaques são: apenas sete das maiores empresas de varejo brasileiro por número de lojas são redes de franquia. Só 35 marcas do segmento fazem parte das 250 empresas listadas no ranking.

Fonte: DCI


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu