Ribeirão Preto aprova lei que determina critérios mínimos para venda de carne moída


Ribeirão Preto aprovou em 29 de março, a lei que denomina os critérios mínimos de qualidade para venda e manipulação de carne moída na cidade. O projeto de lei é de autoria do vereador Rodrigo Simões.

Segundo Simões, além das exigências sanitárias mínimas para o manuseio do produto e embalagem, o texto também obriga os estabelecimentos a fixarem em local visível o seguinte trecho do primeiro artigo da lei: “É direito do consumidor exigir que a carne seja moída na sua presença e no tipo por ele solicitado”.

A  cerimonia de  assinatura da lei foi realiza  foi pelo no Palácio Rio Branco. Participaram do ato, o prefeito do município, Duarte Nogueira, o autor do projeto, Rodrigo Simões,  o Secretário da Casa Civil, Nicanor Lopes, o diretor  da Regional Ribeirão Preto da APAS,  Rodrigo Canesin e  o vice-presidente da Regional, Aurelio Mialich.

Trata-se de mais um projeto de lei que foi aprovado com o  auxílio da influência política da APAS, que sempre analisa os projetos de lei que impactam favorável ou desfavoravelmente no setor supermercadista e atua na progressão ou não dele.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu