Saiu na SuperVarejo: Aplicativos de varejo geram renda extra para brasileiros - APAS - Associação Paulista de Supermercados

Saiu na SuperVarejo: Aplicativos de varejo geram renda extra para brasileiros

Blog da APAS Show 2017 apresenta dicas para atrair o consumidor no Natal

Diante da resistência da taxa de desemprego – que no trimestre finalizado em maio atingia 12,3% da população, ou 13 milhões de brasileiros segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) -, aplicativos de varejo vêm como uma solução para complementar a renda de muitas pessoas desempregadas ou subempregadas.

Entre eles, o Supermercado Now atua como plataforma de delivery de produtos de supermercados por  meio de ‘shoppers’, uma espécie de comprador pessoal independente que recebe o pedido pelo aplicativo, retira os itens na loja física e entrega com seu veículo próprio no domicílio do cliente. A remuneração dos entregadores é feita pela quantidade de itens nos pedidos finalizados. A vantagem desse tipo de trabalho é que o indivíduo pode fazer sua própria renda, escolher o seu horário e demarcar uma região específica de trabalho.

De acordo com o CEO do negócio, Marco Zolet, a plataforma é utilizada por donas de casa e aposentados até jovens e universitários que buscam complementação de receita. “Hoje temos mais de 12.000 entregadores e shoppers cadastrados na plataforma, juntamente com nossos parceiros, e, nos últimos anos, os candidatos têm se tornado cada vez mais heterogêneos”, afirma o executivo.

E a aceitação pelo público consumidor também tem sido boa. Desde a sua fundação, em 2015, o programa tem crescido, em média, 20% ao mês. Em 2018, o Supermercado Now faturou 323% a mais que no ano anterior. A base conta com mais de 200 mil clientes cadastrados e o tíquete médio de compra desses é de 250 reais, com frequência média de compras de duas vezes por semana. “Esse crescimento tem se traduzido em maior volume de vendas para nossos supermercados parceiros”, completa Zolet.

Apesar da tendência de comprar pela internet ser mais forte entre os jovens, a pesquisa “Tendências do Consumidor em Supermercados 2018/2019” do Ibope encomendada pela APAS revela que 15% dos brasileiros realizam compras de supermercados online, o que indica uma tendência de crescimento no setor.

No entanto, o executivo ressalta que a plataforma não tem o objetivo de substituir a loja física, pelo contrário, vem para auxiliar os supermercados. “Não somos um substituto da loja física, somos um aliado do supermercado oferecendo para ele a plataforma proprietário de e-commerce e um canal novo de vendas em nosso aplicativo, com isso ajudamos os clientes da rede que ainda querem consumir não possuem tempo e querem conveniência”, declara.

E é nesse sentido que Zolet vê o futuro do setor supermercadista: cada vez mais digitalizado, mas sem perder o foco no físico. “Acredito que a fricção da compra online e offline tem que ser quebrada, juntando isso aos meios de pagamento e à personalização de cada cliente”, conclui.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu