Saiu na SuperVarjo: O que esperar da Black Friday deste ano? - APAS - Associação Paulista de Supermercados

Saiu na SuperVarjo: O que esperar da Black Friday deste ano?


A Black Friday está se aproximando. Cada vez mais confirmada no calendário do brasileiro, o evento, que expande seus números a cada ano, promete aumentar ainda mais a margem em 2019. Por causa disso, o Google realizou um evento nesta terça-feira (08), para ajudar o mercado nacional a se preparar para a Temporada Black Friday. A companhia divulgou dados inéditos de uma pesquisa sobre o comportamento do consumidor na data.

O estudo, realizado pela Provokers, ouviu mais de 1.500 consumidores online de todo o Brasil no mês de julho deste ano. Os resultados contemplaram que a intenção de compra aumentou mais que a metade em comparação com o ano passado (58%).

Além disso, os consumidores estão se preparando cada vez mais para comprar, sendo que 69% já sabem que categoria irão comprar e só estão esperando a data para realiza-las. O estudo também mostrou que o gasto médio para este ano gira em torno de R$ 1.330.

O head of industry de varejo do Google, José Melchert, que foi um dos palestrantes do evento, adiantou que este ano o evento tomará proporções muito maiores. “O grande aspecto que nós temos trabalhado e temos visto muito com os nossos clientes é a questão de ser uma Black Friday multicanal”, afirma.

Outro ponto que chamou a atenção foi a questão de a Black Friday, diferentemente de anos anteriores, não se limitar apenas a um dia. Cerca de 76% dos consumidores responderam que o evento é mais do que apenas a quinta e sexta-feira, incluindo dias anteriores, final de semana e até mesmo o mês inteiro de novembro, como diz o executivo

Este ano, a temporada de compras terá outro diferencial: a expansão do sortimento. Além dos tradicionais smartphones, eletroeletrônicos, moda e beleza, mais da metade dos consumidores (87%) disseram que pretendem comprar mais de uma categoria, com média de 6,5 categorias por consumidor. No ano passado eram só 3,9 categorias.

“Nós temos um espaço muito grande para crescer e esse espaço vai além do varejo. Nós vemos que as categorias mais buscadas hoje em dia, elas vão para automóveis, para cursos, viagens, serviços financeiros, ou seja, o brasileiro realmente adotou a Black Friday como uma grande data promocional”, completa.

O crescimento do sortimento representa uma oportunidade para novas indústrias e serviços. Fazendo um comparativo entre 2018 e 2019, a intenção de compra dos veículos registrou crescimento de 300%, plano de celular subiu 250%, bebida não alcoólica, serviços financeiros e imóveis aumentaram 200%, alimentos 150% e cursos 133%.

A Black Friday, além dos descontos e promoções, é um ótimo momento para as marcas conquistarem a confiança dos clientes. Cerca de 71% dos entrevistados fizeram, ao menos, uma compra na data em lojas diferentes do que estão acostumadas a comprar. Já em 2019, este número sobe para 84%.

Ainda que de forma tímida, os supermercados começam a explorar mais a data e aproveitarem os bons resultados, porém, quando o assunto são supermercados mais tradicionais e atacarejo, ainda tem muita oportunidade a ser explorada, como detalha Melchert.

Clique aqui para ver a matéria completa.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu