Varejo criou 4.256 novos postos de trabalho em julho - APAS - Associação Paulista de Supermercados

Varejo criou 4.256 novos postos de trabalho em julho

O comércio varejista da Região Metropolitana de São Paulo criou 4.256 novos postos de trabalho em julho (número de admitidos menos número de demitidos), segundo análise realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) sobre os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Com este resultado, o estoque final de empregados passou para 986.849 em julho, frente aos 982.593 vistos em junho.

Em julho houve um acréscimo de 300 vagas no número de admitidos no comércio varejista no comparativo com junho, sendo 46.490 contra os 46.190 admitidos em junho – alta de 0,6%. Por outro lado, 42.234 funcionários foram demitidos em julho, 2.855 a menos que em junho, registrando recuo de 0,6%. A taxa de admitidos ficou em 4,7%, repetindo o desempenho visto em junho, e de demitidos acusou 4,3%, pouco abaixo dos resultados percebidos em junho (4,6%) e em maio (4,8%).

A rotatividade no comércio geral ficou em 4,5% em julho e o segmento que descreveu o maior dinamismo no semestre foi o de Vestuário, Tecidos e Calçados (5,8%), seguido de Supermercados – Alimentos e Bebidas (5,0%) – ambas as taxas ligeiramente abaixo das percebidas em junho. Estes setores também foram os que mais contrataram em julho, apresentando alta de 6,1% em Vestuário, Tecidos e Calçados e 5,3% em Supermercados – Alimentos e Bebidas.

De acordo com a FecomercioSP, embora o comércio varejista continue absorvendo mais funcionários do que demitindo, é nítida a tendência de desaceleração no ritmo de contratações na comparação interanual, já que em julho de 2012 – no contraponto com julho de 2011 – houve um incremento de 3,3% – e usando a mesma metodologia de cálculo, em julho de 2011 – no comparativo com 2010 – o crescimento ocorria na ordem de 5,7%. Já na comparação mensal, entre julho de 2012 e junho do mesmo ano o estoque de empregados é 0,4% superior.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu