Walmart divulga metas sustentáveis até 2020

Seguindo a “onda verde”, o Walmart tem uma meta global audaciosa: aumentar em 600% a utilização de energia renovável em sua operação até 2020. No que tange ao Brasil, 61 unidades da empresa já são alimentadas exclusivamente com energia limpa, fato possibilitado por meio de contratos de compra no mercado livre. Até o final deste ano, 40% da energia consumida pela operação no Brasil serão de fontes renováveis, o que representa quase 100 unidades abastecidas com energia eólica, de centrais hidrelétricas “verdes” e de biomassa.

O projeto, iniciado em 2012 com 49 hipermercados em todo o Brasil, preservou mais de 40 mil árvores e evitou a emissão de cinco toneladas de CO2 no meio ambiente – apenas no ano passado. Até 2020, o Walmart Brasil pretende ter 50% do total da energia consumida pelo Walmart, tendo como origem a energia renovável.

Para tal, a rede anuncia investimentos para incrementar a eficiência energética de suas unidades. O Brasil contemplará a maior parte do aporte – que chegará ao montante de 34 milhões de dólares -, visando à aquisição de equipamentos de alta eficiência energética, cujo investimento, que equivale à inauguração de dois hipermercados, será voltado também à adoção da tecnologia LED.

Para se ter uma ideia, 60 lojas passarão a contar com este sistema ainda este ano. Até 2015, a meta é chegar a 200 lojas. O investimento, que será realizado em todos os hipermercados da rede (Walmart, Big e Bompreço), vai proporcionar uma economia de até 17% de energia.

Mais economia

As seções de frio alimentar (alimentos refrigerados e congelados) de um hipermercado, por exemplo, são responsáveis por consumir mais de 40% do total de energia de uma loja. Para reduzir este número e garantir um uso mais eficiente, a empresa foca na instalação de portas nos refrigeradores com iluminação LED. Neste ano serão 34 lojas e, até 2015, um total de 301.

No México, esse projeto comprovou que é possível reduzir em 15% o consumo de energia. Refrigeradores antigos também serão substituídos por novos já equipados com portas. A revisão de todo o sistema e a implantação de novos sistemas de ar-condicionado nas lojas também estão inseridos no projeto. Com as iniciativas, a expectativa do Walmart é reduzir em no mínimo 12% o consumo de energia por metro quadrado até 2020.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias



menu
menu